Comida de Verdade para crianças

por Teresinha Souto, pediatra

IMG-20150721-WA0004Como é meu primeiro post por aqui, vou me apresentar rapidamente. Sou formada em Medicina pela Fundação Faculdade de Ciências Médicas de Porto Alegre com residência em Pediatria realizada no Hospital Presidente Vargas, nesta mesma cidade.

Em São Paulo iniciei minha vida profissional, tirei meu TEP (Título de Especialista em Pediatria) e, anos mais tarde, na UNIFESP, fiz especialização em Nutrologia e mestrado em Ciências da Saúde

Atualmente moro e atendo em São Paulo, capital.

Conheci a alimentação Paleo com Comida de Verdade há 3 anos e fui aos poucos me informando para entender se ela faria sentido para crianças. A resposta está no texto abaixo.

Pretendo escrever com alguma frequência por aqui, com temas relevantes para pais e avós que tentam dar uma alimentação realmente saudável aos seus filhos/netos. Mande suas sugestões de assuntos nos comentários ao final do texto.

Vamos ao post de hoje.

Um bom pediatra incentiva uma alimentação saudável desde cedo

Nós pediatras sempre pensamos em prevenção de doenças e somos questionados sobre orientações nutricionais: desde o estimulo à amamentação passando pela introdução da alimentação complementar e chegando à seletividade alimentar nos pré-escolares. Sem contar o monitoramento do crescimento.

Somos também aqueles ”chatos” que atentam para o excesso de produtos industrializados. Falar sobre alimentação, de modo geral, para crianças e adolescentes faz parte do nosso dia a dia.

Portanto, se tem um profissional de saúde que tem grandes chances de se alinhar (e se encantar) com o estilo de vida Paleo Lowcarb com Comida de Verdade, diria que é o pediatra.

Infelizmente, no Brasil as coisas vão mal…

Acompanho a evolução da qualidade da alimentação infantil em nosso País. E as notícias não são animadoras: o Brasil, que nos anos 70 tinha que lidar com muitos casos de desnutrição, passa por uma fase chamada transição nutricional e o número de casos de sobrepeso e obesidade infanto-juvenil é alarmante.

Vejo isso claramente em meu consultório. Nas consultas de rotina muitas vezes a criança já chega ao consultório com sobrepeso ou até mesmo obesidade, apesar de a família nem ter se dado conta!

 

 

Os pais podem ser um obstáculo

“Vocês dizem que sua criança tem um peso médio, mas ele está com bastante sobrepeso” “Sobrepeso é a média”

Sei que tratar a obesidade é um desafio. No caso da obesidade infantil o desafio é maior ainda, pois lidamos com um paciente ainda imaturo e que depende dos adultos que o cercam ( pais, avos, professores) e é amplamente influenciado pelos amigos e colegas de escola e pela mídia.

]Temos que lembrar que o ato de fornecer o alimento ou dar de comer a uma criança envolve muito mais do que a comida em si: é um ato de amor e a não oferta de guloseimas pode muitas vezes ser encarada como uma negação desse amor.

Modificar os hábitos alimentares destas crianças é um trabalho longo, que exige muita paciência e conversa. Só conseguimos prevenir ou tratar o sobrepeso e a obesidade com a família do nosso lado!

 

Alguns mitos da Nutrição também atrapalham

Não é apenas no mundo dos adultos que uma enxurrada de recomendações alimentares e de estilo de vida questionáveis acontece com frequência.

A máxima de que para tratar a obesidade e o sobrepeso a criança deve se exercitar mais e comer menos ainda é rotina nas recomendações em consultório. Juntamente com a manutenção na dieta de alimentos com alto teor de carboidratos,  é responsável por grandes frustrações quando o assunto é sobrepeso ou obesidade

Além disso, a informação que os pais recebem em programas de TV e revistas faz com que tomar boas decisões seja uma missão quase impossível.

Com todas as dificuldades, seguimos em frente

201312-mission-possibleSeja qual for o tamanho do desafio, minha missão e encará-lo! Portanto, mãos a obra! Com a ajuda daqueles que já entenderam que comer Comida de Verdade faz sentido vamos fazendo nosso trabalho de formiguinhas, com a convicção de que somamos forcas para um estilo de vida mais saudável para nossas crianças.

Até a próxima!

Print Friendly, PDF & Email

36 comentários em “Comida de Verdade para crianças

  • 22 de julho de 2015 em 8:46 PM
    Permalink

    Boa noite Doutora!
    Comecei o estilo de vida Low Carb a quase 2 semanas, estou convencendo meu marido a entrar também e temos uma pequena de 6 anos sobrepeso (como eu e meu marido). Ela tem colesterol e triglicerides alto (Foi o que o último médico nos disse) Gostaria de incluir ela nesse tipo de alimentação! Mas tenho dúvidas como:
    O que mandar pra escola de lanche?
    O que poderia dar a ela como almoço para ter mais saciedade!
    E várias outras coisas… Se puder ajudar com mais postagens sobre Paleo/Low Carb para crianças! Eu agradeço! Muito obrigado!

    Resposta
    • 27 de julho de 2015 em 7:24 PM
      Permalink

      Maria, mande ovos cozidos. Omeletinhos com queijo e bacon. Enroladinhos de queijo e presunto (não exagere no presunto!). Frutas (não muito doces, já que a sua pequena está com sobrepeso). Iogurte natural. Castanhas… Faça biscoitos de farinha de coco ou de linhaça. Dá para fazer pães com essas mesmas farinhas. Salgados-maromba com massa de abóbora e frango desfiado, e recheio de queijo…

      Resposta
    • 27 de julho de 2015 em 10:02 PM
      Permalink

      Obrigado doutora já ajudou bastante, estarei acompanhando os seus posts!

      Resposta
    • 29 de julho de 2015 em 12:02 AM
      Permalink

      Então, o que eu havia escrito para te responder foi assim e de alguma maneira se parece com o que o Hilton escreveu: para o lanche da escola sugiro não mandar suquinhos de caixinha pois de modo geral são muito ricos em carboidratos. Não sei se ela aceita bem água mas seria o ideal…
      Eu tentaria substituir o pão e biscoitos por frios enroladinhos, espetinhos com ovinhos de codorna, tomatinhos e azeitonas eventualmente bolinho feito com coco ralado ( receita no blog do dr Souto) ou panquequinhas feitas de frango e couve flor (tipo o salgado maromba do blog da Mariana que é o vidalowcarb) Outros blogs de receitas como o nutridaspanelas, o alemdasdietas e o minhamaelowcarb também tem dicas de lanchinhos bem interessantes!

      No almoço, pratos como bifinho com molho de queijo ou nata, omeletes com cebola e tomate picados e queijo ou mesmo estrogonoff são boas ideias para dar saciedade.

      De qualquer maneira sempre precisamos avaliar o paciente e seus exames para recomendacoes mais individualizadas!

      um abraco

      Teresinha Souto

      Resposta
  • 26 de julho de 2015 em 6:38 PM
    Permalink

    Olá Dra.que ótimo termos esse canal. Tenho 1 filho de 7 anos e recentemente fiz exame e deu colesterol alto. Ele Eh magro, mas se recusa a comer verduras e legumes( só tomate)Frutas, só algumas! Seria ótimo ideias de lanche para a escola!

    Resposta
  • 26 de julho de 2015 em 6:58 PM
    Permalink

    Que bela iniciativa! Fico muito feliz. Gostaria muito de ver um post dedicado à alimentação de crianças cardiopatas. Tenho um bebê cardiopata e procuro manter a alimentação dele o mais natural possível. Entretanto, ele tem baixo peso e sempre fico na dúvida com as recomendações de cortar sal, gorduras, etc. A pediatra introduziu apenas carnes bovina e de aves. Então tento caprichar em boas fontes de carboidrato e mantendo o leite materno em livre demanda nos intervalos.

    Resposta
  • 26 de julho de 2015 em 7:10 PM
    Permalink

    Olá,
    Sou Paleo há 7 meses e tenho um filho de 2 anos, Desde a gestação comecei a pensar sobre comida de verdade e alimentação saudável. Com a introdução alimentar do meu filho, conversei bastante com meu marido sobre sermos exemplos na alimentação. Sou professora e me assusto todos os dias com a lancheira dos alunos assim como a evolução de doenças e obesidade. Não querendo isso pro meu filho, tento ser o exemplo. Consegui nesse tempo com que ele ainda não conhecesse açúcar, industrializados e quase todas as farinhas e derivados do trigo. O paladar dele está sendo bem elaborado. Porém, aqui em casa o grande problema é a ausência de arroz e feijão nas refeições (única exigência do marido na alimentação do meu filho), uma vez que ele não aderiu a Paleo. Adorei a ideia de um pediatra que pensa ‘diferente’, e estou ansiosa pra ler seus posts.
    Bjos

    Resposta
  • 27 de julho de 2015 em 8:56 AM
    Permalink

    Olá dra. ! Seria possível fazer uma dieta paleo sem carnes ou qualquer outro produto de origem animal?
    grata

    Resposta
  • 27 de julho de 2015 em 4:33 PM
    Permalink

    Boa tarde!
    Eu e meu marido adotamos o estilo paleo há mais de um ano, temos uma filha de 5 meses e, gostaríamos de introduzi-la nesse estilo de vida já desde o início. Se possível, gostaríamos de orientações ou indicação de pediatra e/ou nutricionista infantil paleo em BH. Obrigada!

    Resposta
    • 30 de novembro de 2017 em 3:53 PM
      Permalink

      Olá! Vc já encontrou um pediatra Paleo em BH? Estou a procura tbm…

      Resposta
  • 27 de julho de 2015 em 8:00 PM
    Permalink

    Parabéns Dra. Certamente muitas idéias surgirão!! Sou Pediatra intensivista, avessa a dietas restritivas e milagrosas, encontrei no estilo paleo o prazer de comer bem e com a sensação maravilhosa de estar bem nutrida!! Tenho dois filhos um de 12 anos com percentual de peso e estatura adequados e minha princesa com percentual de estatura elevado, mas o de peso, na faixa do sobrepeso. Ele perdeu muito peso no início da paleo, não aderiu, ela perdeu peso inicialmente, mas com a necessidade do uso de hormônios para “atrasar a menarca” o peso aumentou, mesmo com amêndoas, pipocas, frutas, ovos, bacon, temos nos deparado em uma limitação na imaginação de lanches, help!!!!

    Resposta
  • 27 de julho de 2015 em 8:18 PM
    Permalink

    Sou adepta ao estilo de vida paleo e adoro todos os seus benefícios. Minhas dúvidas são justamente sobre a alimentação dos meus filhos de 5 e 2 anos. Será ótimo acompanhar seus posts!
    Seria maravilhoso se pudesse nos ajudar com dicas de lanches que eles possam levar para a escolinha, ou que podemos levar quando ficar um bom período longe de casa, e não precisar recorrer a petiscos e guloseimas na rua.

    Resposta
    • 27 de Abril de 2016 em 3:30 PM
      Permalink

      Tem muitas receitas legais para fazer para lanche da escola. Minha filha tem 3 anos e vivia cobiçando os carbs dos amiguinhos (famigerados club social e bisnaguinhas). Passei a fazer cupcakes com farinha de coco e farinha de amêndoas. Tem muuuitas receitas na Internet, é só procurar! Boa sorte!

      Resposta
  • 27 de julho de 2015 em 8:32 PM
    Permalink

    Sugestões:
    – há necessidade de colher exs Lab, antes de iniciar a dieta para os pequenos?
    – se houver? Há necessidade de controles?
    – lista das frutas
    – a idade adequada para a introdução das amêndoas, castanhas (algumas crianças põe desenvolver alergias)
    – o momento para iniciar o leite vegetal, e qual?
    – adoçantes, xilitol, mel de abelha…
    – manteiga ghee, óleo de côco, oliva…
    – quais os queijos inicialmente?
    – tirar o feijão? Ou germinar?
    – arroz parbolizado, arbóreo, integral, ou retirar?
    – farinha de tapioca, mandioca, farofa???
    – desculpa, mas tenho mil dúvidas para os pequeninos!!!

    Resposta
    • 2 de agosto de 2015 em 10:22 PM
      Permalink

      Ola Liane, que bom encontrar outra pediatra por aqui!
      Tenha a certeza que compartilho com você muitas dessas dúvidas.Vou comentar algumas das suas perguntas/sugestões mas as outras acho que podemos pesquisar juntas trocando informações por email por exemplo (teresoutoconsultorio@gmail.com)
      Acho importante colher exames laboratoriais antes e a data do controle vai depender das alterações se existirem.
      Frutas: Dê preferência para frutas vermelhas como morango, mirtilo, framboesa, amora e pitanga além do abacate e do côco. Outras frutas como ameixa, melão, pêssego, figo,nectarina , kiwi e goiaba também são boas opções enquanto que mamão, maçã, pera e mexirica por serem mais doces devem ser comidas com moderação pelas crianças com excesso de peso (mas, sinceramente, não considero o consumo exagerado de frutas o maior problema nesses casos).
      Sobre o xilitol, veja esses sites: Mark’s Daily Apple e Authority Nutrition.
      -Os feijões germinados sempre tem menos antinutrientes
      -Arroz é sempre arroz…
      -se a criança adora arroz com feijão e precisa perder peso que tal uma substituição gradual por outros alimentos?
      tapioca… uma delícia! mais adequada pra quem está com o peso adequado…
      _ laticínios : queijos são excelentes como lanchinhos e acrescentam sabor em tantos tipos de preparações ;veja também no http://www.lowcarb-paleo.com.br/2015/02/laticinios-low-carb-versus-paleo.html
      Um beijo, entre em contato!
      Teresinha

      Resposta
  • 29 de julho de 2015 em 9:48 AM
    Permalink

    Por favor, lanches para a escola na hora do recreio sem que as crianças sofram buillying por não estarem comendo os salgadinhos e bolachas recheadas dos colegas…. E a mamadeira? Depois que param de mamar leite materno, o que fazer? Ainda não tenho filhos, mas ando pensativa quanto a isso… Sou professora e vejo muita coisa na escola….

    Resposta
    • 9 de agosto de 2015 em 10:51 PM
      Permalink

      Ola Raquel
      Acho dificil impedir o bullying . Espero que talvez o inverso possa acontecer : os coleguinhas quererem também provar o diferente: um lanchinho feito em casa ate mesmo sob a forma de um cupcake , uma agua de côco ao invés de suco de caixinha…
      Infelizmente competir com toda essa indústria é quase impossível e acredito que somente conseguiremos mudar essas questões se as escolas entenderem seu papel e atuarem em conjunto com os profissionais de saude…

      Resposta
  • 30 de julho de 2015 em 12:24 AM
    Permalink

    Tenho muitas dúvidas sobre a alimentação paleo para meu filho. Ele é magrinho (tem 1.05 de altura e 17 kg ), mas o colesterol total deu 202 e o ruim deu 122. O Triglicerides foi 58 , mas a endocrinologista passou uma dieta restringindo todas as gorduras e indicou o uso de canola . Gostaria de dicas de lanches para o colégio. Quero tirar o leite, mas não sei a quantidade e quais alimentos dar para suprir as necessidades de cálcio.

    Resposta
    • 24 de agosto de 2015 em 8:35 AM
      Permalink

      Me parece que seu filho está otimo, perfil lipidico bom. Magro, parabéns! Eu procuraria uma endocrino com abordagem mais paleo.

      Resposta
    • 26 de agosto de 2015 em 11:06 PM
      Permalink

      Ola , Fabiane, Percebo que seu filho tem um bom peso para a estatura e nao me preocuparia demais com esses exames ( apesar do LDL um pouco alto pelos guidelines infantis da atualidade), pois , com os TG baixinhos e, com certeza, um ótimo HDL, não creio que devamos fazer nada de radical em termos de dieta sem gordura, nessa idade.
      Possivelmente esse padrao lipídico sera diferente aos 10 anos de idade.
      O Oleo de canola é algo completamente processado e anti paleo ( vide canola-a grande fraudola ( the great con-ola) em http://www.umaoutravisao.com.br/secoes/Alimentacao/canola.htm.
      Quanto ao leite,tem mais benefícios do que malefícios e se a criança gostar muito e conseguir tomar puro , nao tiver intolerancia e nao for obesa, porqe nao? dê uma lida no tópico laticínios do mesmo blog , lembrando que iogurte e queijos sao ótimas fontes de cálcio.

      Resposta
    • 2 de Maio de 2017 em 7:44 PM
      Permalink

      o endoclino é burro. Procure outro.

      Resposta
  • 30 de julho de 2015 em 11:11 PM
    Permalink

    Olá, Dra. Parabéns pelo post e muito obrigada pela sua colaboração! Tenho uma filha de 5 anos que come todos os vegetais, afora ovos, bacon, nuts e não curte pães nem doces. Ela troca facilmente um doce por uma porção de mirtilos e avelãs. Minha questao é a respeito da asma. Ela sofre com isso desde muito nova. Ja foi internada várias vezes por complicações respiratórias. Parace que nenhum tratamento consegue deixá-la 100%, sem tosses, sem muco. Já li algumas vezes sobre a influência dos laticínios, portanto já retirei todos da dieta dela. A senhora tem alguma sugestão? Alguma indicação de pediatra nesta linha em Porto Alegre?
    Muito obrigada

    Resposta
  • 30 de julho de 2015 em 11:32 PM
    Permalink

    Boa Noite
    Meu filho tem 12 anos, pratica esportes e emagreceu muito nos últimos anos. Acho que come pouco para idade, já que está em fase de crescimento. Gostaria de sugestões de alimentos para essa fase da pré adolescência.
    Obrigada!

    Resposta
    • 26 de agosto de 2015 em 11:15 PM
      Permalink

      Ana, precisamos ver se ele realmente emagreceu ou cresceu e o IMC diminuiu.
      A percepção de comer pouco para a idade é relativa e precisa ser avaliada individualmente

      Resposta
  • 17 de outubro de 2015 em 7:17 AM
    Permalink

    Olá Dra Teresinha!
    Sou estudante de medicina e tenho uma filha de 1ano e 9m. Atualmente ela toma leite aptamil 3, mas não me sinto muito à vontade com essa situação, acho industrializado demais. Mas por outro lado não sei como substituí-lo. A recomendação médica atual é que aos 2 anos de idade ela comece a tomar leite de vaca de caixinha, devido ao cálcio (o que tenho dúvidas a respeito). Qual a sua opinião sobre isso? Ao invés de leite de vaca ela não pode tomar um leite vegetal? Ou, é realmente necessário o leite na infância? Obrigada!!!!

    Resposta
    • 19 de outubro de 2015 em 11:18 AM
      Permalink

      Oi Thais, bom dia! A dra Teresinha está de férias mas assim que possível ela responderá ok?

      Resposta
    • 23 de novembro de 2015 em 11:12 AM
      Permalink

      ola , Thais.
      Existe um grande lobby sobre nós pediatras para que indiquemos a formula ainda apos o primeiro ano de vida mas , na verdade, ela ja poderia estar tomando leite de vaca integral tranquilamente. Eu dou preferencia a leite tipo A como leite da Fazenda ou Xandô aqui em SP.
      Não vejo vantagens em dar leite vegetal a menos que ela tenha algum problema de alergia a proteina do LV ou intolerancia a lactose( o que não deve ter ja que toma formula)
      O leite na infancia entra como fonte de calcio mas naturalmente pode ser substituído por outras fontes sem nenhum problema.

      Resposta
  • 16 de novembro de 2015 em 7:02 PM
    Permalink

    Boa tarde Teresinha ,você tem algum parentesco com o dr José Carlos Souto.

    Resposta
    • 23 de novembro de 2015 em 10:59 AM
      Permalink

      ola Leandro, sim, sou irmã dele mas moro em Sp

      Resposta
  • 15 de Abril de 2017 em 2:34 PM
    Permalink

    Boa tarde! Tenho um filho de 13 anos após exames ele está bem porém com a puberdade atrasada mas a endocrinologista disse que ainda é normal. Estamos em sobrepeso ele está com 1,50 e pesando 59 quilos, pela endocrinologista deve comer coisas integrais mas queria saber se existe algum problema em fazer a dieta com ele já que está se sentindo mal com a aparência. Falei com ela por cima e dieta e ficou empolgado. Obrigada!

    Resposta
  • 20 de Abril de 2017 em 8:53 PM
    Permalink

    Boa noite, Dra.!
    Poderia indicar pediatra e nutricionista infantil em Brasília que sigam a linha paleo?
    Obrigada!

    Resposta
  • 20 de junho de 2017 em 11:16 PM
    Permalink

    Dra. Ainda atende em São Paulo?

    Resposta
    • 25 de junho de 2017 em 12:46 PM
      Permalink

      Sim, ela atende. O número do telefone do consultório dela é 11 992721314

      Resposta
  • 29 de novembro de 2017 em 11:04 PM
    Permalink

    Boa noite, Dra! Vc tem algum pediatra paleo para indicar em BH/MG?

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *