Mark Sisson – esclarecendo dúvidas sobre o estilo de vida Paleo-Primal

(Leia mais em : http://www.marksdailyapple.com/paleo-blindspots/#ixzz3tAcY3BBZ)

traduzido por Hélio Ferreira

Você, que lê o Mark´s Daily Apple diariamente, percebe que, frequentemente, são abordados no meu Twitter assuntos relativos a saúde e nutrição Paleo e forma física das pessoas. Aí você encontra várias informações médicas (PubMed) que podem ajudá-lo a tornar-se “expert” nesses assuntos. Consequentemente, muitos de seus colegas recorrem a você para esclarecer suas dúvidas a respeito de dietas e exercícios.

Há muitos fatores de confusão
Há muitos fatores de confusão

Isso pode estar acontecendo e você ter se saido muito bem nessas situações. Entretanto, o que aconteceria se você descobrisse que ainda há muitos pontos obscuros que você ainda desconhece ou a que você não deu a devida atenção? De minha parte, eu tenho percebido que muitas pessoas, entusiasmadas estudiosas de assuntos “Primal and Paleo”, deixam sem resposta algumas dúvidas importantes.Isso pode não ser um problema catastrófico, mas enfrenta-lo, ou pelo menos reconhecer sua existência, ajuda a melhorar seu desempenho quando colocado em situações desse tipo.Vejamos três  desses pontos a esclarecer.

A sensação de imortalidade e onipotência que suas dietas e estilos de vida podem lhe causar

paleo_cavemanÉ surpreendente a rapidez das melhorias iniciais, na saúde e comportamentais, que acompanham um estilo de vida Primal.

Você perde uma vários quilos e centimetros de seu corpo.Você não fica tão sonolento sobre sua mesa de trabalho a qualquer hora do dia.

Você não fica mais, vorazmente e constantemente, faminto. Alimentos que, antes, lhe pareciam deliciosamente doces, agora já não lhe atraem tanto e, algumas vezes, chegam a provocar náuseas.

Você já deve ter lido sobre a baixa ocorrência de casos de  doenças degenerativas ou crônicas em povos  que se alimentavam somente do que caçavam e pescavam ou colhiam.

Pois saiba que, se você se alimentar dessa forma, você também poderá viver muito e bem, sem a necessidade de consultas médicas frequentes nem de ficar se atormentando com a possibilidade de desenvolver câncer ou doenças cardíacas.

Afinal de contas, você terá eliminado o açúcar refinado e grãos. E, com a prática de atividade físicas regularmente e respeito aos princípios dessa dieta, você vai ter a sensação de que é imortal e poderoso.  O que poderia dar errado, então? Na verdade, as coisas não funcionam tão idealmente assim.

Somos todos mortais. Nem sempre as mudanças ocorrerão de forma sutil, imperceptível e agradável ao seu organismo ou sub-consciente. Pode acontecer de você se sentir desconfortável nesse processo. Às vezes, por um longo período de tempo. É prudente e recomendável, portanto, que você possa contar sempre com o acompanhamento de um profissional da área de saúde. Isto é fundamental para ajudar a evitar complicações desagradáveis. As dieta e estilo de vida Paleo e Primal são fatores relevantes na determinação de sua boa qualidade de vida mas não tornam dispensável o acompanhamento médico.

Consciência sobre o papel da genética

influencia-da-geneticaEu sempre disse que a melhor forma para determinar como a genética afeta a nossa saúde é através da epigenética : o ligar e desligar dos genes em resposta a certos estímulos ambientais . Se pudéssemos, deveríamos expor nossos corpos somente aos estímulos ambientais adequados. O gene do câncer, por exemplo, só se desenvolve em ambientes favoráveis ao seu desenvolvimento. Seria bom se pudéssemos agir assim.

Só que não conhecemos todos os mecanismos das interações gene-ambiente que acontecem em nossos corpos. Claro que alimentação saudável, levantamento de pesos, práticas esportivas, exposição adequada à luz do sol, etc., são fatores que têm se mostrado adequados para redução do risco de se desenvolver câncer. Mas, aqueles com histórico familiar de câncer, doenças cardíacas ou outras doenças não devem ignorar esse fator de risco só porque eles estão, supostamente, fazendo tudo que julgam ser certo.

Que fique bem claro, porém, que respeitar a sua genética não significa aceitar pacificamente qualquer coisa que ela lhe imponha.Uma pessoa com os “genes da obesidade”, tende a produzir mais facilmente maiores quantidade de  gordura a partir dos alimentos que ingere. A “saída” para essas pessoas é escolher melhor o que come, evitando “junk food”, e exercitar-se com maior frequência do que aqueles felizardos que tem genes mais “camaradas” que lhes permitem manter-se elegantes e saudáveis com menores sacrifícios.

Daí, a importância do auto conhecimento da pré disposição genética de cada indivíduo. A questão aqui é que nossos genes embora tenham uma fórmula que é imutável no tempo, são profundamente afetados pelas reações epigenéticas face às situações a que são submetidos. E é aí que está a vantagem de quem é capaz de identificar as suas características genéticas: o controle sobre o que é mais adequado para si próprio. Ignorando seus genes, você encontrará mais dificuldades para atingir seus objetivos.

Importância do conhecimento do seu histórico familiar recente

family-treeOs seres humanos são todos criados com a mesma maquinaria fisiológica básica. Usamos as mesmas enzimas para processar gorduras, carboidratos e proteínas. Todos fabricamos os mesmos antioxidantes endógenos. Alguns de nós não produzem insulina, mas todos respondemos a ela. E é por isso que o plano básico Primal trabalha da mesma forma para quase todos.

Porque, fundamentalmente, comer Primal significa afastar-se dos “junk food” processados substituindo-os por alimentos mais saudáveis, como animais e vegetais ricos em nutrientes.  É difícil isso dar errado. E é, no mínimo, é um grande começo.

Mas, às vezes, as coisas não funcionam tão bem. E as pessoas ficam desiludidas. E, desesperadas, perdem o foco e passam a tentar qualquer coisa.  Entretanto, é necessário ser persistente. Nós sabemos que os seres humanos ainda estão evoluindo. Alguns anos atrás, eu mesmo escrevi um post descrevendo algumas das mudanças básicas que ocorreram no genoma humano anos desde o início dos tempos.

Embora o conceito da dieta e de estilo de vida baseados na ascendência pessoal individual seja bem antigo, nós ainda estamos tentando descobrir detalhes e limitados, frequentemente, a fazer suposições. Ainda assim, pode valer a pena pensar em sua saúde e práticas alimentares baseadas nessas experiências ancestrais. Considere o que eu descobri analisando meus genes. Muito do que eu já vinha fazendo – comendo mais gordura, ingerindo mais vitamina D, ou tomando banhos de sol, e ômega-3 – justificava-se pelos resultados do DNAFit.

Acontece que, como sou descendente de escandinavos, eu estou adaptado a isso e, provavelmente, preciso de uma dieta com maior consumo de peixe e vitamina D para a obtenção e manutenção de uma boa saúde.Tenho predisposição genética para me destacar em atletismo de resistência, mas os meus genes também indicam que eu posso ser bem sucedido em atletismo de força. Isso explica o fato de eu ter sido um maratonista de elite na juventude e, mais recentemente, descoberto que também mando bem em levantamento de peso e na corrida. Eu constatei tudo isso por tentativa e erro. Mas nem todo mundo consegue isso.

Conhecer o histórico de meus ancestrais mais recentes me ajudou muito nas escolhas das mudanças a fazer em minhas dieta e estilo de vida. Não é absolutamente necessário que você faça um teste genético, embora isso possa ser útil.

Você poderia simplesmente perguntar a seus avós sobre os avós deles, ou acompanhar, pelo seu sobrenome, qual é a sua origem. É um divertido jogo de detetive que pode gerar bons dividendos para a sua saúde e felicidade. Mais tarde eu, provavelmente, escreverei com mais profundidade sobre a utilidade do o conhecimento da ascendência recente para encontrar pistas sobre o estilo de vida ideal. Beleza se estes pontos não são obscuros para você.

Eu não acho que estes sejam problemas para todo mundo. Mas, não raro, eles se colocam como obstáculos para as pessoas. Olhe para dentro de você e pergunte se você tem desconsiderado alguns desses pontos obscuros. O que mais as pessoas Paleo ou Primal podem desconhecer? Que outros pontos obscuros persistem?

Obrigado pela leitura. Espero que tenham gostado!

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *