Uma festa com muita Comida de Verdade

Você já encarou o desafio de fazer uma festa para seus amigos, familiares ou amigos de seus filhos apenas com Comida de Verdade?

Recentemente, minha esposa e eu tivemos que organizar o chá de fraldas de nossa pequena que estava por chegar (já nasceu, a propósito!).

É verdade que boa parte dos amigos que convidamos são adeptos da Comida de Verdade, mas grande parte espera festinhas com cerveja, salgadinhos feitos com farinha de trigo, pão e afins. A maioria respeita nossa forma de se alimentar, mas também há os que acham ridículo.

desconfiancaEra nossa primeira oportunidade de organizar um evento daquele tamanho para os amigos, mas mesmo assim decidimos assumir o risco de causar uma surpresa que para muitos poderia ser negativa e montamos o cardápio apenas com Comida de Verdade.

O princípio disso tudo é muito simples: se achamos que “alimentos” industrializados e/ou cheios de açúcar e farinha de trigo fazem mal, por que oferece-los aos nossos melhores amigos?

O cardápio

Seguimos nossa crença de que Comida de Verdade não precisa ser cara nem com frescura. Ainda assim, dá pra ser criativa e gostosa. Veja aí o que acham:

Bebidas

– Água

– Água com gás

– Águas saborizadas (veja as “receitas” ao final deste post)

– Chá gelado sem açúcar adicionado.

– Sangria.

Mesa de salgados

– Castanha de caju.

– Palitinhos de pepino e cenoura.

– Palitinhos de tomate, azeitona e cubinho de queijo.

– Pururuca.

– Provolone desidratado.

– Pimenta biquinho.

– Chips de batata doce.

Mesa de “doces” (tudo sem açúcar refinado ou farinha de trigo)

– Brownie.

– Brigadeiro e beijinho.

– Bolo de chocolate (alto teor de cacau) a base de farinha de amêndoas.

A preparação

Veja que a parte de bebidas e salgados é muito simples, prática e rápida. Além disso, dá pra usar a imaginação e criar outras combinações igualmente gostosas. Você pode variar o tipo de queijo, incluir outras castanhas, colocar um molho, fazer uma tortilla de batata doce, canapés de pepino etc.

São alimentos fáceis de se encontrar e baratos. Sem frescura.

A parte dos “doces” já não é tããão simples – tenho de concordar – mas mesmo assim não é nada de outro mundo. As receitas para estes quitutes você encontra facilmente por aí (dica: em nosso blog tem a maioria delas).

Por questões de tempo (organizamos tudo em apenas uma semana), preferi comprar de uma pessoa especializada em cozinha com Comida de Verdade. Mas poderia ter feito tudo também (detalhe: gosto muito de cozinhar).

O preço da farinha de amêndoas, muito usada neste tipo de receitas, subiu muito (quase 100% em relação nos últimos 6 meses), mas você pode usar receitas que utilizem farinha de linhaça/coco/castanha de caju ou coco ralado, por exemplo.

O que as pessoas acharam

Acho que a resposta dos convidados foi positiva. Os que já seguem total ou parcialmente os princípios da Comida de Verdade adoraram tudo (nenhuma surpresa até aqui).

A criançada adorou os “doces” feitos com farinha de amêndoas/coco, chocolate alto teor de cacau e ingredientes afins! Foi muito legal ver os pequenos correndo pra lá e pra cá com pedaços de brownie e bolo no prato J

A sangria fez um bom papel “alcoólico” para os adultos que estão acostumados a tomar cerveja (apesar de que tenho certeza que prefeririam sua cerveja gelada).

Chás e águas saborizadas foram muito bem aceitos, principalmente para amenizar o calor que fazia naquela tarde.

Os palitinhos de cenoura e pepino foram preteridos em favor dos snacks já conhecidos pela maioria (provolone desidratado, pururuca, castanha de caju e chips de batata doce).

No frigir dos ovos…

Seguramente alguns acharam estranho uma festinha sem pão, refrigerante, cerveja e bolo feito com farinha de trigo (apesar de ninguém ter comentado diretamente), mas em nossa avaliação valeu muito a pena ter tentado algo diferente do “tradicional”.

Aos poucos vamos diminuindo o preconceito com a Comida de Verdade, mostrando que não tem nada de exótico e quem adota este estilo de alimentação não está querendo aparecer, ser diferente.

Tentamos, principalmente nestes eventos, não “pregar” sobre benefícios da Comida de Verdade, por que fazemos, como mudou nossas vidas etc. Respondemos aos que demonstram interesse com perguntas, pois a mudança real virá para aqueles que de fato estiverem dispostos a mudar.

No final das contas, foi uma festa entre amigos se divertindo, comendo e bebendo, como muitas outras que acontecem todos os dias por aí.

Print Friendly, PDF & Email

Um comentário em “Uma festa com muita Comida de Verdade

  • 14 de abril de 2018 em 2:52 PM
    Permalink

    Sempre sonhei em oferecer no prineiro ano da minha filha uma festa com alimentos que ela possa provar sem se privar de nada. Mas o preconceito está muito grande, a oferta de serviços neste ramo é escassa e estou ficando muito desanimada….

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *