Estão entubando açúcar adicionado nos alimentos processados

traduzido do NYTimes.com. Veja o original clicando aqui.

Você vai se surpreender com a quantidade de alimentos que contem açúcar adicionado!

Muitos alimentos processados tem açúcar adicionado
Alguns molhos de tomate têm grandes quantidades de açúcar adicionado  – Crédito Todd Heisler/The New York Times

Não é novidade para ninguém que em refrigerantes e doces há açúcar adicionado.

Mas, você sabe que também nos seus molhos de saladas e massas e nos pães há muito açúcar adicionado?

A “Food and Drug Administration”, FDA, publicou recentemente uma nova tabela de informação nutricional de alimentos.

Uma alteração importante nessa publicação foi a inclusão de uma linha informando sobre a quantidade de açúcar adicionado nos alimentos logo abaixo da linha que informava suas quantidades de açúcar total.

Dessa forma, fica fácil perceber a diferença dessas quantidades entre alimentos onde o açúcar ocorre naturalmente (como o açúcar no leite ou em um iogurte integral) comparativamente a alimentos em que os fabricantes, para tornar mais atraentes os seus sabores, adicionam açúcar (iogurtes de morango com açúcar, por exemplo).

Um grupo de pesquisadores da Universidade da Carolina do Norte, EUA, conduziu uma pesquisa detalhada com bebidas de caixinha e alimentos empacotados, desses que se encontram aos montes nos supermercados.

A conclusão foi que em 60% dos produtos pesquisados, havia açúcar adicionado. Quando incluíram na pesquisa todos os outros produtos industrializados, essa porcentagem atingiu 68%. Essa lista incluiu molhos, sopas, sucos de frutas e, até, carnes.

Você pode achar que é fácil descobrir se o fabricante do produto industrializado adicionou açúcar  ou não. Mas não é bem assim.

Enquanto alguns produtos informam sobre o açúcar na sua composição, muitos incluem nomes diferentes para produtos que são nutricionalmente similares. Muitos de nós já ouvimos falar sobre o xarope de milho de alto teor de frutose (high frutose corn syrup), um açúcar obtido a partir do processamento do milho. Mas, há outros como suco de cana concentrado, xarope de arroz e uma larga faixa de substâncias que, disfarçadamente, indicam a mesma coisa…

Vejam esta extensa relação de palavras que significam “açúcar adicionado”

(Fonte: “Sweetening of the Global Diet, Particularly Beverages: Patterns, Trends, and Policy Responses” by Barry M. Popkin and Corinna Hawkes)

[Nota do tradutor: alguns itens do original foram retirados da lista por não existirem no Brasil]

  • suco de agave
  • néctar de agave
  • polpa de agave
  • xarope de agave
  • açúcar de beterraba
  • xarope de arroz escuro
  • açúcar mascavo
  • suco de cana
  • açúcar de cana
  • xarope de cana
  • clintose
  • açúcar de confeiteiro em pó
  • açúcar de confeiteiro
  • xarope de glicose de milho
  • adoçante de milho
  • xarope de milho
  • açúcar de tâmaras
  • dextrose
  • adoçante de passas secas
  • lactose comestível
  • frutose
  • adoçante de frutose
  • açúcar de cobertura
  • xarope dourado
  • adoçante granulado
  • açúcar granulado
  • xarope de alto teor de frutose
  • mel
  • açúcar invertido
  • isoglicose
  • isomaltose
  • lactose
  • adoçante líquido
  • malte
  • xarope de malto
  • adoçante de malte
  • maltose
  • bordo (maple)
  • açúcar de bordo (maple)
  • xarope de bordo (maple)
  • melaço
  • xarope de arroz
  • sorgo
  • xarope de sorgo
  • adoçante de amido
  • sucrose

O professor de nutrição Barry Popkin, um dos pesquisadores da University of North Carolina, disse que a extensa variedade de açúcares não significa, necessariamente, intenção dos fabricantes em confundir os consumidores. Pelo contrário, os diversos tipos de açúcar são escolhidos por nutricionistas nos alimentos para lhes dar melhores sabores e texturas.

Alguns açúcares são mais adequados para alimentos assados ou cozidos enquanto outros são melhores para refrigerantes. Alguns são mais baratos que outros em virtude das diferentes tarifas e taxas de importação que os encarecem mais ou menos.

Alguns sucos de frutas concentrados, no seu processo de fabricação, tem retirados quase todos nutrientes das frutas mas não os açúcares,  que são preservados. E vários alimentos processados incluem ingredientes como “suco de maçã concentrado” que nada mais são que açúcar. E isso fica claro quando se faz uma leitura apurada dos seus rótulos.

Muita gente vai se surpreender e decepcionar com o fato de que lojas que vendem produtos orgânicos e alimentos integrais podem estar comercializando produtos repletos de açúcar adicionado, afirma o dr Popkin. “Estão cheios de suco concentrado de fruta e isso os faz parece saudáveis”.

Sucos concentrados que são sinônimos de “açúcar adicionado”

(Fonte: “Sweetening of the Global Diet, Particularly Beverages: Patterns, Trends, and Policy Responses” by Barry M. Popkin and Corinna Hawkes)

  • maçã
  • acerola
  • cidra de maçã
  • damasco
  • banana
  • blackberry
  • groselha
  • blueberry
  • cantaloupe (tipo de melão)
  • carambola
  • cereja
  • coco
  • cranberry
  • figo
  • goji berry
  • toranja
  • uva
  • goiaba
  • baga de murta
  • kiwi
  • lichia
  • mandarina
  • manga
  • mangostão
  • melão
  • nectarina
  • laranja
  • papaya
  • maracujá
  • pêssego
  • pera
  • abacaxi
  • plum
  • pomegranate
  • ameixa
  • passas
  • framboesa
  • morango
  • tangerine
  • melancia

As orientações nutricionais modernas recomendam enfaticamente que pratiquemos uma dieta saudável que inclua certos tipos de alimentos. Mas os açúcares adicionados dificultam a nossa percepção de quais são os alimentos saudáveis. O alto consumo de açúcar está relacionado à obesidade e diabetes. Mas muitos trabalhos não fazem distinção entre açúcar adicionado e açúcar total

Comentários

Boa parte das grandes indústrias de alimentos e lobistas ficaram satisfeitos com as novas regras para etiquetas, como minha colega Sabrina Tavernise escreveu recentemente. Mas a indústria do açúcar e das refinarias de milho não.

Críticos da política de etiquetas argumentam que a diferença entre o açúcar natural e açúcar adicionado não é nutricionalmente significativa e que as evidências dos riscos do consumo de açúcar são fracas.

As novas regras para etiquetas passarão a valer em 2018 para grandes companhias e no ano seguinte para as pequenas.

O U.N.C., com base na sua lista de termos alternativos que significam açúcar adicionado, pesquisou quantos alimentos presentes no mercado o contém. Mas medir a quantidade exata guiando-se por essa lista é muito difícil. O pesquisador Popkin disse que os consumidores se surpreenderiam com uma pesquisa recente, feita pela sua equipe, que revelou enormes quantidade de açúcar adicionado em produtos que são tidos como saudáveis, tais como fórmulas infantis, barras de proteínas e iogurte.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *